JULIJA POGAČAR DE 11 ANOS DE FALTA DA ESLOVÊNIA

Dias desde o desaparecimento: 394


Minha história


Se alguém nos fornecer informação sobre o paradeiro da Julija originando ao seu regresso em segurança, será recompensado com 10.000 EUR.


Fotos de Julija e eu

Julija Pogačar (minha filha)
idade: 11 anos | altura: 150 cm

Pessoas com quem Julija pode estar

Melisa Smrekar (mãe de Julija)
idade: 53 anos | altura: 168 cm


Anka e Luka Ule (casal, ambos fluentes em espanhol)
Luka Ule
, idade: 45 anos | altura: 175 cm
Anka Ule
, idade: 42 anos | altura: 160 cm

Se alguém nos fornecer informação sobre o paradeiro da Julija originando ao seu regresso em segurança, será recompensado com 10.000 EUR.


História completa

Meu nome é Peter Pogačar e sou esloveno. A minha filha de 11 anos Julija Pogačar está desaparecida desde 3 de novembro de 2021. Naquela quarta-feira, aproximadamente às 17h30, a Julija e sua mãe Melisa Smrekar, juntamente com um casal Anka and Luka Ule, desapareceram.

Anka e Luka Ule despediram-se das suas famílias com intenções de viajar durante 3 a 4 dias para viver numa zona montanhosa em Espanha numa cabana na floresta sem rede móvel disponível.

Considerando esta informação, presumo que tenham saído de automóvel até Espanha, talvez Huelva ou Cádiz e possivelmente de ferry para as Ilhas Canárias. Anka e Luka Ule são fluentes em espanhol o que aumenta a suspeita de que estarão em Espanha.

O irmão de Anka conseguiu falar com a irmã por telefone em 14 de novembro de 2021, 11 dias depois do desaparecimento. Ela comentou que ela e Luka estavam em Espanha, numa região montanhosa. Quando perguntou pela menina desaparecida, Julija e Melisa, negou saber dos seus paradeiro.

Após essa chamada telefónica, ambos os telefones de Anka e Luka ficaram permanentemente inacessíveis. Parece que o principal objetivo é ficarem escondidos, pelo que em teoria podem estar em qualquer local da área Schengen ou país da União Europeia onde mostrar o passaporte não é obrigatório.

Presumo que Julija e Melisa continuam juntas com Anka e Luka Ule, mas nada é certo. Talvez fosse mais fácil seguir os passos de Anka e Luka Ule pois eles não têm aparentemente razões para ficar escondidos para sempre. Devido a nenhum deles utilizar telemóvel, internet ou redes sociais é muito complicado descobrir o seu paradeiro. Melisa apenas levou os seus documentos pessoais e deixou todos os cartões bancários, telemóvel e computador portátil em casa.

Melisa Smrekar está associada a Lana Praner – líder espiritual da seita religiosa formada em 2013 “Lana Praner z Gospodi” (Lana Praner with the Lords). Lana Praner deixou a Eslovénia e escolheu os Açores para viver em 2020. Alguns membros da sua religião dizem que Lana é intocável e ninguém está autorizado a visitá-la ou viver perto. O seu endereço atual faz-me acreditar que as 4 pessoas desaparecidas possam viver numa ilha ou Europa continental onde o clima é mais ameno.

Acredito também que Lana Praner poderá saber do paradeiro destas 4 pessoas ou pelo menos terá forma de adquirir esta informação. É sabido que esta seita religiosa tem comunidades espalhadas na Europa, pelo que poderão perfeitamente estar a habitar numa delas.

Lana e seus seguidores acreditam em teorias da conspiração em que por exemplo as pessoas mais abastadas querem fazer do povo escravo, que o 5G é perigoso, que os testes e vacinas COVID19 inserem microchips no nosso organismo, que há aviões que nos envenenam com químicos, etc.

Desde que Julija começou a acompanhar a sua mãe Melisa em sessões desta seita religiosa, também passou a acreditar nestas teorias e está profundamente doutrinada. Melisa acredita que, com esta fuga, se salvou e salvou a filha de morte certa. Se bem entendo os princípios desta religião, extraterrestres virão de outros planetas para as salvar.

A minha filha Julija tem 2 meios irmãos, filhos da Melisa, com 26 e 31 anos respetivamente. Que também ficaram extremamente preocupados com toda esta situação. Quando nos  apercebemos que Melisa e Julija não voltariam reportamos à polícia que tem vindo ativamente a procurá-las há mais de 5 meses.

Tenho total custódia da Julika. É essencial para o seu desenvolvimento normal que retorne a casa o mais rápido possível, continue a ir ao 5º ano da escola e veja a sua família e amigos novamente. Neste momento não está a ir à escola.

Não consigo imaginar o seu sofrimento e o que estará a passar pois estou certo que a qualidade de vida atual é muito baixa, muito por causa de ter que se esconder e viver de uma forma básica.

Os cuidados médicos, em caso de doença, são muito questionáveis, se chegarem mesmo a existir.

Peço encarecidamente que me ajudem a encontrar a minha filha Julija. Por favor publiquem fotos das 4 pessoas (Julija Pogačar, Melisa Smrekar, Anka and Luka Ule) na esperança de que alguém os reconheça e nos consiga dar algum tipo de informação. Se precisarem de alguma informação, não hesitem em contactar-me.


Ligações

Interpol avisos amarelos

Julija Pogačar
Melisa Smrekar

Polícia Eslovena – pessoas desaparecidas

Julija Pogačar
Melisa Smrekar

Mídia social

Melisa Smrekar

Anka Ule

Luka Ule

Lana Praner (líder espiritual do culto)


Por favor, compartilhe esta página com qualquer pessoa que possa ter visto Julija. Se você tiver alguma informação, entre em contato comigo ou com o departamento de polícia local.